O ASSÉDIO MORAL COMO CAUSA DA RESCISÃO INDIRETA

Andréa das Graças Souza, Adaílton Santos Costa

Resumo


A globalização nasce da necessidade da classe dominante emobter lucros volumosos, tornando o trabalhador cada vez mais submisso aomercado e ao sistema capitalista, propiciando competitividade, afrouxamentodos direitos trabalhistas, contexto profissional perfeito para o surgimento doassédio moral, cuja essência reside na desvalorização do trabalho e danatureza humana, por meio de comportamento que comprometa a qualidadede vida pessoal e profissional do trabalhador. Considerando a organização dotrabalho, o assédio moral agrega abuso de poder e manipulação, advindos deconflitos resultantes dos equívocos da administração de recursos humanos erelações interpessoais, manifestando efeitos psicossomáticos como o cansaço,fadiga, desinteresse, queda na produtividade e agravamento na saúdepsicofísica da vítima, que passa a ter como necessidade o desligamento doambiente de trabalho, por meio da rescisão indireta, a fim de resguardar adignidade, preceito constitucionalmente garantido. Espera-se com esse ensaioteórico ampliar os questionamentos sobre o tema, tão pouco discutido nosbancos acadêmicos, na sociedade e principalmente por nossos legisladores.Palavras-chaves: direito. trabalho. assédio moral.

Texto completo:

PDF


eISSN: 2176-0896

Locations of visitors to this page