A SUSTENTABILIDADE, AS RELAÇOES DE GÊNERO E ETNIA NOS DISCURSOS DA GESTAO E SEU IMPACTO EM AMBIENTES MILITARES

Dayse de Paula Marques da Silva

Resumo


Este texto tem o objetivo de explorar algumas dimensões da açãomilitar muito pouco discutidas na perspectiva das organizações: aadministração de alguns conflitos considerados muito específicos. Estesconflitos estão relacionados com a dinâmica própria da gestão de pessoas que,freqüentemente, estão sob a responsabilidade da gerência de recursoshumanos nas instituições, órgãos e empresas. As forças armadas têm umaestrutura muito particular quanto à composição de seu quadro funcional, acomeçar pela formação de um quadro mais dirigido para a ação militar e deoutro criado para o apoio destas ações, formado por profissionais e ocupaçõestécnicas que se caracterizam pela ação civil. Ambos estão submetidos a umaracionalidade disciplinar extremamente hierárquica. Portanto, algumaspremissas observadas no discurso da sustentabilidade que impregnam umagrande parte das corporações empresariais não seriam aplicáveis no universomilitar. Por exemplo, a “horizontalidade” das relações na equipe técnica, comchefes de divisão e departamentos discutindo e decidindo em igualdade decondições sobre planos, projetos e estratégias com seus subordinados combase, apenas, no critério da habilidade profissional e do conhecimentoespecializado. As operações nas forças armadas são verticalizadas epressupõem obediência quase absoluta. Os lugares são claramente marcados,incluindo algumas condutas de separação integral dos grupos que nãopertencem ao mesmo nível hierárquico. São mecanismos que garantem ofuncionamento da estrutura organizacional, na perspectiva da estratégiamilitar, pois a ordem é essencial para o sucesso de seus objetivos. O comandotem que ser assertivo, seguro, sem contestações. A proximidade excessivapode interferir neste critério e deve ser evitada. Como então, introduzir o temada sustentabilidade em organizações desta natureza? E, por que trazerdiscussões tão novas ainda em nossas corporações empresariais como asrelações de gênero e etnia para o interior das forças armadas? As mudançasque estão ocorrendo na configuração geopolítica global, rapidamente, nosúltimos 20 anos, respondem a isto. Na perspectiva do Direito Internacional omodelo democrático de governo com base na universalização dos princípiosdos Direitos Humanos tem consolidado a aspiração a um Estado de Direito emmuitas regiões, hoje, no mundo1. Considerando esta tendência, a função, o papel e o impacto do Ministério da Defesa na estrutura de diferentes paísestêm sido discutidos e reavaliados. Entretanto, há consenso quanto a suafundamental importância na garantia da segurança, soberania e integridadeterritorial do País, tendo orçamento garantido e especialmente previsto namaioria dos Estados.Palavras chave: sustentabilidade. gênero. etnia. ambiente militar.

Texto completo:

PDF


eISSN: 2176-0896

Locations of visitors to this page